VEREADORES VÃO À ASSEMBLEIA POR MAIS SEGURANÇA

Os vereadores Chico Paiva e Roberto da Ambulância foram recebidos pelo deputado estadual Virgílio Guimarães (PT-MG) para buscarem recursos para segurança pública de Brasilândia de Minas, que torna-se mais violenta a cada dia.

 

Na quarta-feira, (27/05), ocorreu uma reunião com o chefe da Polícia Civil em Minas Gerais, delegado-geral Joaquim Francisco, para tratar de algumas pautas. Ao lado dos vereadores de Brasilândia de Minas, Chico Paiva e Roberto da Ambulância, reivindicamos a reinstalação da Delegacia da Polícia Civil no município, além da criação do posto de identificação, para emissão de documentos.


O prefeito Oséias Queiroz, encaminhou ofício pelas mãos dos vereadores, ao deputado estadual, Virgílio Guimarães (PT-MG), "a violência vem aumentando muito para um município do nosso porte. É grande o número de roubos, assaltos a mão armada na zona rural e urbana, homicídios, tráfico de drogas, etc.", diz o documento, além de solicitar para Brasilândia de Minas, um Delegado da Polícia Civil, um Escrivão e dois Agentes de Polícia.


O Delegado-geral Joaquim informou que serão feitos estudos para avaliar a possibilidade de reinstalação da delegacia, mas já adiantou que irá autorizar a criação do plantão on-line no município. Com isso, será possível colocar fim à fila de registros de ocorrências e à necessidade de deslocamento até outras cidades, como João Pinheiro e Paracatu. Segundo ele, também será autorizada a instalação do posto de identificação.


No requerimento os vereadores acrescentam, "também considerando a possibilidade de atender tal pedido, requeremos ainda uma viatura e equipamentos mobiliários, impressoras e computadores, para facilitar os trabalhos do recebido órgão em nossa cidade", assim escrevem os vereadores Chico Paiva e Roberto da Ambulância ao deputado.


OUTRAS DEMANDAS: atendendo a reivindicações de lideranças da região da Serra Geral, no Norte de Minas, também solicitou-se a ampliação dos trabalhos da Polícia Civil para coibir furtos de gado, que têm causado prejuízos, especialmente na microrregião de Janaúba. Ainda, a ampliação das estruturas e do trabalho das delegacias de atendimento às mulheres e às crianças vítimas de violência, em Minas Gerais. E, por fim, o aumento no número de postos de identificação da Polícia Civil nos municípios.

 

60 visualizações