ONDE BETINHO PERDEU A ELEIÇÃO?


ACABOU!


Duas semanas após o infernal período eleitoral, cercado de promessas de uma Brasilândia melhor e de discussões no Facebook, quem lucrou mesmos foram os oseistas-apostadores (que exibiram a grana até em vídeo nas redes sociais). Quanto ao resto, os que não venderam o voto e a dignidade, sobrou o dia após o outro.


Apenas agora, sem a cortina do 15 de novembro, é possível fazer (ou tentar) uma análise mais aprofundada do ocorrido.


ONDE BETINHO PERDEU A ELEIÇÃO?


A primeira baixa foi a candidatura de Elizângela da Saúde, que se tivesse sido vice, endurecia, ainda mais, a briga para Oséias. Os 1.257 votos para a candidata foram fundamentais na decisão. Agora é difícil prever para que banda correriam esses tais em um cenário sem Elizângela.


Outro ponto, foram os desacreditados 2.146 brasilandenses, que se abstiveram e não tem do que reclamar...outro erro de previsão do autor dos últimos artigos aqui publicados, que esperava ao menos a metade dos 18,74% de abstenções.


Talvez o único acerto foi quanto a base de Betinho, mas subestimou-se aqui a influência de Marden Junior (prefeito até a meia-noite de 31 de dezembro), que à beira do 15 de novembro caminhou “com o pé no chão” sobre seu asfalto pelos bairros de Brasilândia em favor de Oséias: microfone na mão (ok), carro de som atrás (ok) e a gastação de saliva (ok). Parecia até o velho Marden de 2012, se não fossem os oito anos de gestão que o separava do asfalto que pisa.


Chega-se ao ponto, “onde Betinho perdeu a Eleição?”. Betinho não perdeu há dois domingos passados, Betinho perdeu em 2012. O Betinho para ser eleito era aquele do PSC (acompanhado de Elsi Vaz Landim), ainda com lenha para queimar. Depois veio 2016, agora 2020, de lá para cá quanta água não passou pela ponte rio Paracatu?


E Oséias, seu vice em 2016, na primeira...levou a barganha. Sem desgaste (aparente) e de forma apertada. E sem precisar de debate...quando Oséias não apareceu nos estúdios da Planalto FM, os betinistas pensaram, “ganhamos a Eleição”.


Inocentes betinistas, mal conhecem o povo brasilandense, mal sabem dessa espécie tão acostumada as mazelas, que reclama do mal tempo, mas não sai da chuva. Ali foi a vitória de Oséias e pode até ser que Betinho estivesse na frente até os 45 do segundo tempo, o que é mal, pois fez o outro lado correr atrás do placar.


Oséias fechou a casinha. Ficou em casa. E deixou que Betinho, Elizângela e Valdeci se desgastassem, já que também jogavam de lados opostos. Se Oséias fez certo? Se reclamavam de sua inabilidade política? Está aí a prova!


E se pensam que o autor vai entrar em questões da vida privada de Betinho, enganam-se. Pode até ser que isso ou o que as más línguas ou dedos (já que digitam) diziam a véspera das eleições de Betinho e seu “extracampo” tenham influenciado em sua derrota. Mas não foi o primordial, não foi algo decisivo.


[QUANTO AS COMPARAÇÕES FEITAS NO FACEBOOK]


*Outro detalhe, doutor Porto e Betinho é uma associação que não se faz nem de longe, é tão distante quanto a Lotérica para o morador do bairro Porto, a não ser pelas derrotas. Mas aqui outra pergunta, afinal, quem saiu derrotado nesta Eleição?


Se Betinho será candidato novamente? Só o tempo dirá. E se será eleito? (chega de perguntas por hoje).




PROVOQUE, OPINE, QUESTIONE!




Notas.


¹esse texto contém ironia, favor relevar.


²esse texto não estabelece conclusões e idolatra a dúvida.


³o autor respeitou em cada linha a pessoa do candidato Betinho e não teve a intenção de prejudicá-lo, nem a ninguém.




Fontes.


http://g1.globo.com/.../apuracao/brasilandia-de-minas.html


https://g1.globo.com/.../resul.../brasilandia-de-minas.ghtml

5 visualizações